Terça-feira, 12 de Junho de 2007

AFIFE e a PRAIA

AFIFE            

Afife é uma antiga freguesia localizada à beira mar, a cerca de dez quilómetros a norte da sede de concelho, Viana do Castelo. Confronta pelo Norte, parcialmente, com a freguesia de Âncora, no concelho de Caminha e Freixieiro de Soutelo, no concelho de Viana do Castelo; pelo Sul, confronta com a freguesia de Carreço e com uma pequena área da freguesia da Areosa, pelo Nascente com a freguesia de Outeiro, e pelo Poente com o Oceano Atlântico.

Afife detém um admirável cenário de paisagens que se interligam perfeitamente: o mar, a veiga, o casario e o monte. Na costa do mar existe a praia resguardada e dividida por fortes penedias que formam restingas que as abrigam dos ventos fortes do Norte.

Na freguesia de Afife nasce um rio com o mesmo nome, que tem três afluentes: os ribeiros da Pedreira, de Agrichousa e do Fojo.



A praia de AFIFE

 

Veja algumas imagens em http://www.cm-viana-castelo.pt/ambiente/bandeira-azul/afife/index.htm

 

 

 

 

 


publicado por navertical às 20:22
link do post | comentar | favorito
|

A PEDRO ABRUNHOSA

PEDRO ABRUNHOSA

 

O poeta O cantor


Viagens

(Pedro Abrunhosa, in Viagens)


Já vai alta a noite, vejo o negro do céu,
deitado na areia, o teu corpo e o meu.
Viajo com as mãos por entre as montanhas e os rios,
e sinto nos meus lábios os teus doces e frios.

E voas sobre o mar, com as asas que eu te dou,
e dizes-me a cantar: "É assim que eu sou".
Olhar para ti e ver o que eu vejo,
olhar-te nos olhos com olhares de desejo.
Olhar para ti e ver o que eu vejo,
olhar-te nos olhos com olhares de desejo.
Eu não tenho nada mais p'ra te dar,
esta vida sao dois dias,
e um é para acordar,
das historias de encantar,
das historias de encantar.

Viagens que se perdem no tempo,
viagens sem princípio nem fim,
beijos entregues ao vento,
e amor em mares de cetim.
Gestos que riscam o ar,
e olhares que trazem solidão,
pedras e praias e o céu a bailar,
e os corpos que fogem do chão...

Quem me leva os meus fantasmas
Aquele era o tempo em que as mãos se fechavam
E nas noites brilhantes as palavras voavam
E eu via que o céu me nascia dos dedos
E a Ursa Maior eram ferros acessos
Marinheiros perdidos em portos distantes
Em bares escondidos em sonhos gigantes
E a cidade vazia da cor do asfalto
E alguém me pedia que cantasse mais alto
Quem me leva os meus fantasmas
Quem me salva desta espada
Quem me diz onde é a estrada
Aquele era o tempo em que as sombras se abriam
Em que homens negavam o que outros erguiam
Eu bebia da vida em goles pequenos
Tropeçava no riso abraçava venenos
De costas voltadas não se vê o futuro
Nem o rumo da bala nem a falha no muro
E alguém me gritava com voz de profeta
Que o caminho se faz entre o alvo e a seta
(refrão)
De que serve ter o mapa se o fim está traçado
De que serve a terra à vista se o barco está parado
De que serve ter a chave se a porta está aberta
De que servem as palavras se a casa está deserta
(refrão)
publicado por navertical às 14:48
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

AFIFE Terra de encanto

AFIFE Terra de encanto

 

Disfrute da sua vida e aprecie a natureza, porque aqui em AFIFE não lhe falta nada...

 

Porque a vida são dois dias... e um deles já passou...

 

Veja em http://navertical.blogs.sapo.pt/

 

ou vá a http://www.geocities.com/afife_portugal/afife3.html

 

 ou então a http://foruns.terravista.pt/SForums/$M=readmessage$TH=1996565$F=46020$ME=5877930

 

 

 

publicado por navertical às 19:46
link do post | comentar | favorito
|

Afife, a poesia

Homenagem a Pedro Homem de Melo

 

Ai! esta palavra - AFIFE - ! -
(Volto, ao murmurá-la atrás - )
Lento moinho de vento
Feito de espaço e de tempo...
Quanta saudade me faz!
Ó casa das mil janelas,
Minhas noites estreladas
Berço de longas estradas...
Poeta, fiei-me nelas.
Ó abismo da lonjura,
Reflexos de pradaria!
Porque parti à procura
Daquilo que não havia?
Era aqui, aqui somente
Que eu devia ter ficado.
Afife de toda a gente
Que baila e canta a meu lado!

 

Cabanas - Abril de 1959
Pedro Homem de Mello

 

 

publicado por navertical às 19:11
link do post | comentar | favorito
|

Paz natural

AFIFE Terra de lazer e de prazer


Como é bom viver em AFIFE.

Estamos a falar da pequena localidade entre Viana do Castelo e Caminha.

Uma terra onde se pode ter o mar, o campo e a montanha.

A brisa da maresia, o odor da terra cultivada e a cheiro das árvores no monte de Afife.

Tudo ali à mão. Ao preço de nada.

Pode nadar, fazer praia. Pode correr pelos campos. Pode subir à montanha e ver os cavalos bravos.

Venha visitar-nos.

Passe por Afife e conheça os seus recantos e encantos.

 

 


 

 

 

Com o Rio de Cabanas ali a 50 metros...

Mas no local é muito mais espectacular !!!

 

 

 

 

Conhecem Afife? É uma bonita aldeia situada a 12 Kms da bela cidade de Viana do Castelo. O mar e o monte como que a aconchegam e embalam. A sua aprazível e bela praia (tem três bandeiras azuis - Ínsua, Afife e Arda) é um local óptimo para passar umas férias agradabilíssimas. As suas gentes simpáticas, o Monte de Santo António, o Penedo da Saudade, o Convento de Cabanas são, só por si, um bom motivo de visita. Esta é a bela terra cantada pelo saudoso poeta Pedro Homem de Melo, um apreciador e profundo conhecedor do seu foclore. Está bem servida de Restaurantes - "As da Quinta", a Mariana, e mais. Há turismo de habitação e não só. Podem vir! Verão que valeu a pena!

 

 

Fala quem sabe e quem bem conhece.
Afife não é só óptima para passar férias. É ainda melhor para viver todo o ano. Dotada de microclima, pela situação geográfica, o Inverno é ameno e raramente faz frio.

 Fernando C. dos Santos

 

 

Não sou de Afife, mas tenho lá casa e sempre fui para lá nas férias de verão desde bébé.
È de facto um local magnífico que não perco nenhum ano. Mas não é só no verão que é bonito, também no inverno tem a sua magia.

As praias, o tão conhecido poço azul (de facto com mais gente), o monte de S. António (que agora parece esquecido sem os arraiais de verão), o magnífico convento de cabanas e toda aquela paisagem verde da montanha com caminhos intermináveis.

Agora, só não conheço a Fátria de que já se falou.... alguém pode-me dizer onde fica?

Afifense por adopção

 

 

 

Sou do Porto e conheço o local a que se referem as fotogtafias do loteamento. Fica mesmo junto à Ponte do Loureiro (Rio de Cabanas). Fica num morro, com vista para o mar e para o rio. Digamos que é um dos locais privilegiados da freguesia para habitar. Ali é escolher o projecto da habitação e fazer a casa de que se gosta, porque a natureza faz o resto.

Júlio Baptista

 

Outros pormenores

 

 

 

Mais imagens em http://www.freguesiasdeportugal.com/distritoviana/09/afife/fotos.htm

 

 

publicado por navertical às 18:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. AFIFE e a PRAIA

. A PEDRO ABRUNHOSA

. AFIFE Terra de encanto

. Afife, a poesia

. ...

.arquivos

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds