Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Afife, a poesia

Homenagem a Pedro Homem de Melo

 

Ai! esta palavra - AFIFE - ! -
(Volto, ao murmurá-la atrás - )
Lento moinho de vento
Feito de espaço e de tempo...
Quanta saudade me faz!
Ó casa das mil janelas,
Minhas noites estreladas
Berço de longas estradas...
Poeta, fiei-me nelas.
Ó abismo da lonjura,
Reflexos de pradaria!
Porque parti à procura
Daquilo que não havia?
Era aqui, aqui somente
Que eu devia ter ficado.
Afife de toda a gente
Que baila e canta a meu lado!

 

Cabanas - Abril de 1959
Pedro Homem de Mello

 

 

publicado por navertical às 19:11
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Em Afife

. AFIFE e a PRAIA

. A PEDRO ABRUNHOSA

. AFIFE Terra de encanto

. Afife, a poesia

. ...

.arquivos

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds